Poucos doces são tão apreciados nos restaurantes brasileiros como o petit gâteau. Embora seu nome seja de origem francesa, especialistas divergem sobre o lugar de nascimento do doce. Enquanto alguns apostam que seu surgimento deu-se em Nova York (EUA) pelas mãos de um chef francês, outros reafirmam a Itália como a pátria natal do quitute. Mas se há algo em torno dessa sobremesa que não provoca debates é o quanto ela é apreciada.

O tradicional bolinho de chocolate de crosta crocante, cujo interior é a mesma massa quentinha, tem alguns segredos para ser preparado. Um deles é um forno bem quente. Desvendamos outros desses mistérios para você surpreender seu familiares e amigos naqueles encontros de fim de semana.

Ingredientes:

🍰150g de chocolate meio amargo Manteiga

🍰 5 ovos ½ xícara (chá) de manteiga sem sal

🍰 ½ xícara (chá) de açúcar

🍰 1 xícara (chá) de farinha de trigo

🍰 1 bola de sorvete de creme (ou de sua preferência)

Importante: é necessário ter forminhas de petit gâteau

🍴Modo de preparo:

🥄Coloque o forno para pré-aquecer a 200°C.

🥄Derreta 150g de chocolate meio amargo em banho-maria ou no micro-ondas com 1/2 xícara (chá) de manteiga sem sal.

Reserve. Em outro recipiente:

🥄Bata 3 ovos com mais 2 gemas e 1/2 xícara (chá) de açúcar, até ficar uma massa cremosa.

🥄Junte a mistura de chocolate com manteiga, já bem derretido e cremoso à mistura de ovos e açúcar.

🥄Misture bem e acrescente a xícara de farinha de trigo peneirada, juntando bem os ingredientes com o fuê.

🥄Unte com manteiga e polvilhe farinha de trigo as forminhas para petit gâteau.

🥄Despeje a massa até passar um pouco da metade.

🥄Leve para assar por 10 minutos. A massa precisa assar, mas o interior deve estar macio. Retire do forno, espere apenas alguns minutos e já tire da fôrma direto para o prato.

🥄Para acompanhar, sirva com uma bola de sorvete de creme. Se quiser enfeitar, polvilhe açúcar de confeiteiro com uma peneira sobre o bolinho.

🍾Um brinde para acompanhar essa delícia a dica da Cooperativa Vinícola Garibaldi para harmonizar o doce é o com o premiadíssimo espumante Garibaldi Moscatel. Condecorado internacionalmente em países como Espanha e França, abebida foi eleita o Melhor Espumante do Cone Sul, no Catad’Or Wine Awards, no Chile. O Garibaldi Moscatel é um espumante de coloração clara, com reflexos esverdeados e aspecto brilhante, além de apresentar ótima formação de perlage. No olfato, pronuncia-se aromas com notas de melão, maçã verde, flores brancas e um toque de mel. Já no paladar, mostra-se suave e cremoso, com acidez equilibrada e refrescante.

Quer saber mais
sobre vinhos?
Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo

Deixe o seu comentário sobre a postagem:

Nome Completo:
E-mail:
Cidade / UF:
Comentário: